Saiba as tendências do mercado imobiliário para 2021

2020 foi um ano atípico para o mercado imobiliário. Enquanto outros setores da economia foram diretamente impactados pela pandemia de Covid-19, o setor viu sinais de recuperação. A Selic segue em sua baixa histórica desde agosto do ano passado, o que favorece o investimento em imóveis – devido às baixas taxas, juros menores e financiamentos facilitados pelos bancos. 

Para 2021, espera-se o crescimento do setor imobiliário. A Selic em 2% colabora com o mercado devido às baixas taxas e geração de renda direta com o aluguel. A Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) aponta para este ano a continuidade do crescimento do segmento, o que representa geração de empregos e impactos positivos na economia brasileira.  

Ainda segundo a Abrainc, o terceiro trimestre de 2020 registrou uma alta de vendas de 39,7%, comparado ao mesmo período de 2019. Com o mercado aquecido, o momento é propício para o investimento no setor. 

Mercado imobiliário: aprendizados de 2020

2020 foi um ano de aprendizado. Para enfrentar as barreiras impostas pelo novo coronavírus, foi preciso adaptação de todos os setores da sociedade, inclusive do mercado imobiliário. O home office se popularizou e, com isso, a forma de morar também mudou. A relação das pessoas com sua casa se tornou mais profunda, visto que o local de trabalho também passou a ser o lugar de descanso. 

Pensando nisso, as pessoas passaram a buscar imóveis com mais espaços e/ou mais afastados dos centros urbanos – visto que se locomover para o trabalho já não era mais uma necessidade. A busca por mais qualidade de vida e contato com a natureza cresceu e, com isso, observou-se a migração dos moradores de apartamentos para espaços maiores.

Nesse cenário, observou-se a popularização de loteamentos e condomínios com atributos para além da metragem dos apartamentos. Essa tendência permanece para  os próximos anos.

Expectativas para o mercado imobiliário em 2021 

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o mercado de construção civil cresceu 5,6% no terceiro trimestre de 2020, em comparação com o segundo. Isso aponta a recuperação do setor imobiliário que, em 2021, pode atingir um crescimento de 15% a 20% em lançamentos imobiliários, em relação a 2020. 

Projeções de mercado indicam a taxa Selic em 3% até o final deste ano – o que indica juros baixos e melhores condições de financiamento. Esse cenário é favorável tanto para investidores quanto para consumidores de imóveis. 

Tendências do mercado imobiliário para 2021 

2021 será um ano positivo para o mercado imobiliário, de acordo com as projeções de mercado.  Algumas tendências são: a busca por espaços maiores e abertos, espaços home office ou coworking, imóveis bem localizados, espaços de lazer e empreendimentos afastados dos grandes centros urbanos.

Após a pandemia, o foco das pessoas seguirá sendo a busca por mais qualidade de vida e bem-estar. Por isso, imóveis que consigam oferecer mais possibilidades ao consumidor irão se destacar no mercado imobiliário. Espaços Gourmet, áreas externas, piscinas, espaço fitness, área verde são alguns diferenciais de mercado.  

Para mais informações sobre o mercado imobiliário, siga nossas redes sociais e acompanhe nosso blog. Conheça os empreendimentos da MIP Edificações, aqui.    

Compartilhe:

Outras publicações

Tendências de Decoração para 2024: Elegância com Peach Fuzz
Veja mais
O momento Ideal para Adquirir seu Imóvel
Veja mais
Decoração funcional: como otimizar seu espaço
Veja mais
O Bem-Estar de Morar Perto de Áreas Verdes
Veja mais
Ligamos para você
Fale conosco
Whatsapp