Entenda como a sustentabilidade está orientando a construção de empreendimentos de luxo e alto padrão

O conceito de sustentabilidade, de acordo com a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Eco-92), é: “suprir as necessidades da geração presente sem afetar a habilidade das gerações futuras de fazer o mesmo”. Para atingir a meta, é necessário a união de todos os setores da sociedade para a promoção do consumo consciente e da preservação dos recursos naturais do planeta. 

Anualmente, a construção civil no Brasil usa cerca de 35% dos recursos naturais (metais, madeira, areia, pedras, etc.). Em busca de reduzir os impactos negativos ao meio ambiente, criou-se o conceito da Construção Sustentável, que pensa no empreendimento como um todo, abarcando desde a construção de pequenas casas até grandes prédios em condomínios. 

O conceito é pensado em cinco diretrizes: projetos inteligentes, redução da poluição, materiais ecológicos, eficiência energética e aproveitamento de água. Assim, busca-se criar uma cultura em que a sustentabilidade seja o conceito central do planejamento, o qual perpassa tanto pela idealização quanto pela sua construção.

Sustentabilidade também é conforto e estética 

Além dos impactos positivos ao meio ambiente, as iniciativas sustentáveis buscam planejar um empreendimento que leve conforto e aspectos estéticos ao empreendimento. Planejar um imóvel possui diversos benefícios, como adequar o clima e a ventilação dos ambientes de acordo com a disposição de elementos, como posição das janelas, telhados verdes, proximidade da vegetação. Isso traz vantagens aos moradores, pois tais premissas fomentam um conforto térmico-acústico, ainda não planejado nas construções tradicionais.

Outro ponto é a estética dos ambientes do imóvel. O planejamento sustentável proporciona pensar em uma arquitetura paisagística com design de ponta, unindo a tecnologia às iniciativas sociais e ecológicas do projeto.

Sob o ponto de vista econômico, essas iniciativas possuem um custo operacional reduzido, por exemplo, o uso de elementos reciclados que, além do valor ecológico, o custo é menor. 

Sustentabilidade como tendência de mercado 

O desenvolvimento sustentável consta na Agenda 2030 das Organizações das Nações Unidas (ONU). O objetivo 8 da Agenda explica a urgência do pensamento ecológico e sustentável como uma das principais pautas da agenda global. Ele diz que os países devem: “promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos.”

Investir em empreendimentos que adotem práticas sustentáveis é uma ação de grandes impactos tanto nesta quanto nas próximas gerações. Hoje, com a aplicação da tecnologia, iniciativas estão sendo pensadas e construídas pensando em reduzir impactos ao meio ambiente. A tendência é evoluir ainda mais nas proposições de alternativas eficazes. 

Gostou do nosso conteúdo? Deixe seu comentário e  compartilhe com seus amigos nas redes sociais. Para mais conteúdos e novidades do setor imobiliário, cadastre-se em nossa Newsletter

Compartilhe:

Outras publicações

Tendências de Decoração para 2024: Elegância com Peach Fuzz
Veja mais
O momento Ideal para Adquirir seu Imóvel
Veja mais
Decoração funcional: como otimizar seu espaço
Veja mais
O Bem-Estar de Morar Perto de Áreas Verdes
Veja mais
Ligamos para você
Fale conosco
Whatsapp