Coworking, pet play e plantas flexíveis: entenda as tendências dos projetos imobiliários para os próximos anos

Em meio a uma realidade de transformações rápidas e constantes, as diversas formas de se viver extrapolam os modelos tradicionais de moradia, como casas com espaços muito amplos e com distribuições pouco funcionais. Hoje, o cenário é outro. Com a mudança geracional, o mercado imobiliário tem se remodelado. 

Segundo um estudo realizado pela Newmark Knight Frank (NFK), a prática do coworking possui efeito direto no mercado imobiliário, principalmente em grandes cidades. O documento afirma que, no Brasil, os espaços compartilhados cresceram cerca de 500% nos últimos 3 anos. Isso indica a necessidade de adaptação do mercado imobiliário às novas necessidades, o que vem de fato ocorrendo. 

Assim como o coworking, outras tendências começam a se destacar no mercado, como os pet places e as plantas flexíveis que seguem o lifestyle contemporâneo. O objetivo é ampliar e proporcionar experiências que atendam às diversas  formas de se viver encontradas nos dias de hoje – onde o tradicional perde cada vez mais espaço. 

Coworking: estrutura completa de trabalho dentro do próprio condomínio 

Com o mercado cada vez mais flexível, empresas vêm adotando métodos e práticas trabalhistas que ultrapassam o tradicional, como o home office (trabalho em casa) e o anywhere office (trabalho em qualquer lugar). Ambos, considerados tendências para os próximos anos, moldam uma realidade que prioriza produtividade dentro de regimes flexíveis, o que contribui para mais qualidade de vida aos colaboradores. 

Assim, a busca por lugares que oferecem infraestrutura completa e compartilhada aumenta – não à toa que, em 2018, o Brasil registrou aproximadamente 1.200  coworking, de acordo com o Censo Coworking Brasil. Agora, o mercado imobiliário passa a ofertar a estrutura também dentro dos condomínios. 

Dessa forma, o morador conta com um espaço que amplia seu contato com profissionais de outras áreas, além ter acesso a uma infraestrutura completa e  conforto por não precisar se locomover pela cidade para trabalhar. 

Os benefícios ainda vão além: os moradores têm melhorias na vida pessoal e social. É possível fazer as refeições ou resolver pendências em casa sem ter que esperar o fim do expediente, por exemplo. Além de ter flexibilidade de horários e evitar longas horas no trânsito no fim do dia. 

Pet Play: bem-estar para seus animais de estimação

Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS 2013), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 44,3% dos lares brasileiros possuem ao menos um cachorro, o que equivale a cerca de 30 milhões de domicílios. Em relação ao número de gatos nos domicílios, aproximadamente 17,7% (11,5 milhões) das casas têm ao menos um pet.

Isso indica a necessidade de adaptação dos condomínios para estas novas necessidades, que incluem Pet Place, onde o animal possa ficar até o dono retornar após uma rotina de trabalho. 

Os Pet Players, ou Pet Place, contam com equipamentos próprios para a recreação e o treinamento dos pets, sendo devidamente cercados, de forma a garantir a segurança tanto dos bichos quanto dos moradores. Além disso, é comum que os Pet Players tenham túneis, arcos, rampas e um espaço para que corram à vontade, assim os bichinhos podem se exercitar e gastar toda a energia acumulada.

Plantas flexíveis: um lar adaptado às necessidades de sua rotina

Outra tendência do mercado imobiliário são as plantas flexíveis. O produto permite ao morador optar pela disposição dos cômodos que funcione melhor para sua rotina, uma vez que são reversíveis. Assim, é possível ter ambientes personalizados de acordo com as preferências de cada pessoa.

Alguns exemplos de opções oferecidas nessa modalidade são:

  • sala ampliada;
  • cozinha ampliada;
  • maior ou menor número de suítes e quartos;
  • transformação de um dos cômodos em escritório;
  • integração de cozinhas com salas;
  • inclusão de closets.

Como vimos, os empreendimentos imobiliários vêm acompanhando as mudanças na composição das famílias e dos novos hábitos sociais e de convivência das pessoas. O coworking ajuda a aumentar a qualidade de vida dos moradores, trazendo o ambiente de trabalho para mais perto. Já o Pet Play dá mais comodidade aos animais de estimação (e aos donos), enquanto as plantas flexíveis se adaptam ao perfil de cada morador.

Gostou de saber mais sobre as tendências do setor imobiliário que vão aumentar a comodidade dos moradores? Assine nossa Newsletter e não perca os próximos conteúdos!  

Compartilhe:

Outras publicações

Fazendas Terras de Minas: convenção de vendas e oportunidades
Veja mais
5 dicas infalíveis para receber bem os convidados em casa
Veja mais
Tudo sobre o projeto social da MIP: solidariedade, engajamento voluntário e impacto social
Veja mais
Tendências de Decoração para 2024: Elegância com Peach Fuzz
Veja mais
Ligamos para você
Fale conosco
Whatsapp